307. Oclocracia

Socorro!

O fracasso da vida política brasileira tem relação direta com a escola. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1971 levou a cabo a obrigatoriedade do ensino de 1º grau e, sem grandes alterações na infraestrutura existente, todas as crianças — ou boa parte delas — passaram a frequentar a escola. Um inchaço sem o menor planejamento — típico de regimes autoritários — associado a teorias pedagógicas mal aplicadas condenou a educação pública à situação que vemos. Gestores e outros burocratas dirão o oposto; é mera falácia.

O mesmo se dá com a vida política. Todos temos título de eleitor, uma vez que a nossa “Constituição cidadã” democraticamente nos obriga a votar. Ou seja, promovemos uma inclusão forçada de indivíduos que não sentem necessidade de exercer tal direito.

Logo, criamos uma ficção democrática. Uma visão de democracia justificada única e exclusivamente por números: a oclocracia (do grego okhlocratía, o governo da multidão; voraz, amorfo, amoral e inócuo). Os números justificam o eleito; mas se o voto não tem a menor qualidade, a noção de democracia desmorona: abrimos caminhos para os arrivistas, populistas e espertalhões de plantão — os oclocratas, caudilhos, salvadores —, o que favorece ainda vícios como o maniqueísmo — se não é ‘x’, obrigatoriamente é ‘y’ — e injustificável, do qual república e instituições tornam-se reféns.

Enquanto o voto for obrigatório e o descrédito das instituições viger — e não há interesse algum da classe política em qualquer mudança —, será sempre mais fácil arrancar votos fantasiado ou com o toma-lá-dá-cá, justificá-los numericamente e apontar eminências pardas onde elas quase nunca estão.

* * *

Publicado na Tribuna Impressa de Araraquara em 14/8/2012.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: