301. Futuro relativo

Um passinho pra frente, outro pra trás

O discurso político está cravejado pela noção de ‘futuro’, usada apenas como fuga retórica e nunca como conceito real. Não sei o que pode ser mais nocivo. O futuro é uma armadilha; o futuro depois-que-eu-for-eleito ainda é usado e ainda ilude muita gente.

Basta observar o comportamento do Governo Federal frente à crise econômica internacional. O Brasil teve, nos últimos anos, uma posição economicamente realmente invejável: relativa estabilidade e crescimento baixo, mas constante. Um período bom para pôr em marcha reformas necessárias: política, trabalhista e tributária. Agora, com uma injeção artificial de crédito, tenta-se evitar os efeitos nocivos da crise. O efeito colateral, porém, é o aumento da inadimplência e endividamento das famílias. As carteiras de crédito dos bancos podem tornar-se bolhas insolúveis: uma crise de crédito.

O setor agrícola nacional não fica atrás. A monocultura localizada ainda existe; em vez de o agricultor ter pelo menos duas culturas em suas terras, opta pela momentaneamente mais rentável, o que pode funcionar por 2, 5, 10 anos, mas, cedo ou tarde, colapsa. Basta ver o caso atual da laranja: as frutas ficarão no pé porque não compensa colhê-las. Há uma supersafra, demanda e preço no mercado internacional despencaram, e o mercado interno não tem como absorver o excedente.

Também a indústria. Em vez de procurar modernizar-se, busca no Governo apoio para crises endêmicas, não conseguindo concorrer com os manufaturados chineses. A desindustrialização do País é uma realidade, basta lembrar o caso já antigo da cidade de Americana, que há muito deixou de ser a “Princesa Tecelã”.

Faltou planejamento de longo prazo, faltou competência e, sobretudo, faltou união de toda a sociedade.

* * *

Publicado na Tribuna Impressa em 31/7/2012.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: