270. “O falecido Mattia Pascal”, Luigi Pirandello

“Assim é, se lhes parece.”

Inaudita liberdade

Talvez na sua cabeça, leitor, já tenha passado o pensamento de largar tudo e sumir. Quem sabe até mesmo ser dado como morto e poder evaporar em paz. É exatamente sobre esse pensamento que o italiano Luigi Pirandello constrói seu fabuloso romance “O falecido Mattia Pascal”.

Pascal, um pobretão que se casa com a filha de uma viúva interesseira, é acossado por dívidas e ainda por cima morrem-lhe a mãe e a filha de colo. Açoitado constantemente pela língua ferina da sogra, foge de casa. Quando, depois de uma maré de sorte, está voltando ao lar, descobre que foi dado como morto e sente-se livre; estranhamente livre.

“Il fu Mattia Pascal” (convenhamos, o ‘fu’ para ‘defunto’ em italiano é muito mais expressivo) é a obra-prima de Pirandello, embora sua produção inclua a igualmente fantástica peça “Seis personagens à procura de autor”. Agraciado com o Nobel de Literatura de 1934, o autor é considerado um dos grandes escritores não apenas da literatura italiana, mas também da universal.

* * *

Publicado na Tribuna Impressa de Araraquara, 13/5/2012.

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: