248. Crítica literária para jornal – Uma concepção

"Querida, veja! Sugestões de livro!"

No dia 11 de março, a Tribuna Impressa de Araraquara estreou seu “Menu Cultural”: meia página com críticas ou sugestões de livros, discos e filmes. Uma coluna para cada item.

Fiquei responsável pela indicação de livros e, por ora, tenho a vantagem de apenas fazer recomendações, ou seja, recomendar os livros que já li e que são de meu agrado. E disso surge um desafio — palavra banalizada, mas sem sinônimos —: como fazer com que o potencial leitor se interesse pelo livro.

Como estudante de letras, tenho muitos vícios da Teoria Literária, que para a indicação de um livro em cerca de 1,2 mil toques, é mais empecilho do que auxílio. Outra: quantos leitores terão conhecimento de rudimentos de Teoria Literária — como eu mesmo — para poder acompanhar algum raciocínio baseado nessa pretensa ciência?

Para despertar o interesse por aquela leitura, creio que seja necessário valer-se de certas peculiaridades do livro, expor o que sai do comum, adiantar um pedacinho da trama, alguma característica notável do escritor, ou mesmo o fio condutor da narrativa, mas sempre com vocabulário acessível e sem o rançoso léxico da Teoria Literária.

Em suma, é fazer “crítica à moda antiga”, mostrando o “produto”. Como um mascate vende suas fitas de cetim? Mostrando-as ou explicando o complexo processo de fabricação, as máquinas, os nomes técnicos de peças, fibras, corantes, quantos funcionários trabalham na fábrica… basta mostrá-las, fazer o cliente sentir a textura, ver as cores. Só isso.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: