229. “Malthus”, Diogo Mainardi

Capa da edição da Record (2006)

O tempo em que considerava Diogo Mainardi um palhaço pago pela CIA já passou. Cresci bastante intelectualmente e livrei-me do maniqueísmo safado que reina neste país, das deduções políticas por gosto.

Deixando os preconceitos de lado, li “Lula é minha anta”, que considero uma coleção de porta-retratos. Cada um com a face tosca da desfaçatez que reina do Brasil e que tem seu expoente máximo na nababesca corte lulista, com direito a até mesmo um Rasputeu.

Mas esqueçamos o “odiado” colunista político da “odiada” Veja. É de outro Mainardi que falo.

A leitura de “Malthus” espantou-me sobremaneira. Basicamente, por três fatos: 1) o uso — nem que seja parcial ou truncado — de um pensamento da filosofia econômica para explicar a “progressão geométrica da estupidez”, como já o diz o também jornalista e escritor Mario Sabino, na orelha do livro; 2) o acerto pleno dessa alegoria e; 3) o recurso ao nonsense como parte da ‘pintura’ da alegoria. Em suma, um livro excelente e recomendável, cuja leitura se faz em uma ou duas sentadas.

Em poucas — mas cheias — páginas, Mainardi dedica-se a contar a trajetória de Loyola y Loyola, uma espécie de trambiqueiro mambembe, cuja principal ocupação é estabelecer-se em algum lugar, até que termina multiplicado por quarenta por um messias redivivo.

Frente à esterilidade e à vacuidade da Literatura brasileira contemporânea, “Malthus” surge e refulge. É digno do epíteto de pérola. Espero sinceramente que, algum dia, façam um filme baseado no livro. Seria algo interessantíssimo de ver.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: