192. Ponto no mapa

A noite cai pesada sobre a cidade,
a cidade perdida entre rodovias…
O vento sul assovia seco
nas juntas dos tijolos da Matriz;
seco, agita o chafariz
no silêncio observado apenas
por solitários e ávidos
olhos febris.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: