158. No dia de hoje



Entre arritmias,
a alma estala de dor.

Tipos batem no papel,
um cravo no coração.
Jardins secos,
chuva mínima.

Tomateiros em suas escrivaninhas
chancelam velhos destinos:
selo seco em papel reciclado.

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: