Cartas litorâneas (X)

A tentativa de esconder o maldito molho de chaves largado por alguém que muito se parecia comigo não deu certo. Mal eu cerrava os olhos e meus sonhos reproduziam a fatídica noite, passo a passo, mas com a angustiante sensação de que já sabemos o que irá suceder. O molho de chaves está lá, afundado na ferrugem do arquivo – porque a maresia não gosta do aço – enferrujando junto, ao contrário do molho que trago comigo. Mas parece que, cada vez que me distraio, escuto um tilintar de chaves vindo do arquivo. É claro que é coisa da minha cabeça, mas as alucinações auditivas são estranhas porque parecem mais reais que as visuais, e porque as visuais podem ser verificadas enquanto as sonoras esfumam-se e não voltam, deixando a impressão real na perpeceção. Quando me distraio, olhando o mar, ou já de água até a cintura, como num único golpe, pela superfície da água, escuto o tilintar. Aquele tilintar. Todo barulho de natureza metálica me remetia ao molho que chaves que se desfazia carcomido pela umidade e pela maresia. Até que um dia, estando meu filho mais velho em casa, preocupado comigo, disse que eu estava estranho, com um olhar preocupado e perguntou-me o que me afligia na minha tranquila vida de aposentado. Riu. Disse-lhe que nada, mas no mesmo momento, como se trespassado por um sabre, senti uma dor imensa no peito e no braço esquerdo. Era um infarto. Quando meu filho percebeu que a força da dor, como o punho tirânico de um huno, pôs-me de joelhos, colocou-me dentro do carro e levou-me para a Santa Casa de Santos.

Veja também: I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII e IX.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: