Tempos de ‘Civilization’

Sid Meier, se te pego, te quebro! Dias jogados fora. Sabe o que são dias inteiros praticamente jogados ao nada? Então, é assim que a gente fica quando joga Civilization. É que a droga do jogo é bom, hem. Talvez seja trauma não resolvido, de quem não teve videogame na época certa. Gosto dos joguitos para computador. Os bons propósitos foram para o ralo. As férias, findaram-se. Agora é volta ao trabalho e duas horas de ônibus. É tanto tempo que dá para alternar leitura, audição musical e roncadela. Não escrevi porra nenhuma, não fiz quase nada da montanha do que havia programado e agora, a vida zumbi volta. Se bem que a carga horária da faculdade diminuiu sensivelmente (metade do que foi no semestre passado) e os estágios são de vinte horas. Li algo. Li Bukowski. Não gostam dele, geralmente. Ninguém fala dele. Gostei. É porco, é gosmento, é um pouco real. Leio também uma biografia do Atatürk. É incrível que alguém tão eminente como Atatürk não tenha quase nada sobre si publicado em português; a biografia que leio, minha namorada comprou-a via internet num sebo de Porto Alegre: edição argentina, autor argentino, em castelhano. Talvez seja lobby dos armênios, por que não?

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: