Meme

Ótimo. Nunca me havia enveredado pela história do meme, que já vi alhures e algures; se enviaram-me algum, ignorei-o, com o perdão do esquecimento. Agora, eis que surge um, do qual trataremos: foi-me mandado por um amigo que está a dever-me uns minutos de prosa, o Orlando.

No que consiste o tal meme? Devo pegar o livro que estiver mais perto de mim, abri-lo na página 161 e pegar a quinta frase completa e aqui colocá-la. Ah, claro, e repassar o procedimento a mais cinco pessoas. Não sei como será, pois temos três leitores e meio, mas, veremos.

O primeiro livro que peguei (Kemal Ataturk, de Blanco Villalta) tinha sua página 161 com somente o título do capítulo, o que o excluiu como opção, infelizmente. O segundo, compra recente em Ubatuba, do qual certamente irei falar em breve (Amerríqua – As origens da América, de Domingos Magarinos), não tinha página 161. Somente na terceira opção foi possível encontrar uma página 161 com cinco frases consecutivas inteiras, e trata-se do Estado, Ditadura do Proletariado e Poder Soviético, de V. I. Lênin, cuja quinta frase/período/oração transcrevo-a aqui:

“Teríamos feito isto sem a ajuda das sociedades cooperativas burguesas, sem concessões a esse princípio puramente burguês que impulsiona as sociedades cooperativas operárias a continuar sendo sociedades operárias junto às cooperativas burguesas, ao invés de fazer com que estas lhes sejam totalmente subordinadas, com a fusão de ambas, chamando a si toda a direção e tomando em suas próprias mãos a supervisão do consumo dos ricos.”

Isso posto, repassamos o meme às cinco pessoas pseudoaleatoriamente indicadas: Júlia, Amanda, Érico, G. e Camila.

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Sobre o livro de Domingos Magarinos, talvez lhe interesse saber que é obra cultuada pelos umbandistas. Aparentemente, o termo Amerríqua seria uma palavra pela qual o continente era chamado pelos indígenas, e daí teria vindo América (não do nome do nosso querido Vespúcio). E os umbandistas – pelo menos uma parcela deles – dão muito valor a coisas indígenas. Não sei de mais detalhes.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: