Anatômica

Gosto de abrir envelopes
como quem abre corpos na morgue,
um único talho, destro e certeiro.

Desdobrar o papel
e empurrar vísceras inúteis –
porque procuro outras, não aquelas –
e escarafunchar nas palavras,
revolvendo fígados e mil vesículas.
Ler uma carta é uma autópsia;
ler uma carta antiga é uma exumação.

Palavra morta.

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

1 comentário

  1. há taras pra tudo nessa vida…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: